terça-feira, outubro 17, 2006

Lula abre 20% de vantagem sobre Al-Qmin

Faltando 12 dias para o segundo turno, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), candidato à reeleição, tem 57% das intenções de voto, ou 19 pontos à frente do candidato Geraldo Alckmin (PSDB), com 38%. Os números constam de pesquisa Datafolha divulgada nesta terça-feira no Jornal Nacional.
Em relação ao levantamento anterior do mesmo instituto, Lula cresce na preferência do eleitor e amplia a vantagem na consulta estimulada de 11 para 19 pontos.

Os votos nulos e brancos somam 3%, e os indecisos são 3%. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Se forem considerados apenas os votos válidos, o placar é de 60% a 40%, uma diferença de 20 pontos pró-Lula, quase o dobro da vantagem registrada anteriormente nos votos válidos (56% a 44%, ou 12 pontos).

Foram entrevistados 7.133 eleitores nos dias 16 e 17, ontem e hoje, em 348 municípios de 25 unidades da federação. A pesquisa está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número 22.427/2006.

Este é o terceiro levantamento do Datafolha realizado no segundo turno para a disputa presidencial, e o primeiro a captar os efeitos da retomada da propaganda eleitoral gratuita, que voltou ao rádio e à TV na quinta-feira passada, dia 12. No Datafolha anterior, produzido em 10 de outubro, dois dias após o debate na TV Bandeirantes, Lula obteve 51% das intenções de voto, ou 11 pontos percentuais à frente de Alckmin, com 40%.

Estes números já apontavam para uma ampliação da vantagem do candidato petista em relação à primeira pesquisa Datafolha, que ouviu os eleitores entre 5 e 6 de outubro, no final da semana do primeiro turno. Neste, Lula tinha 50% dos votos e Alckmin, 43% (diferença de sete pontos percentuais).

Na semana passada, também os institutos Ibope e Vox Populi realizaram pesquisas. Ambas detectaram vantagens semelhantes de Lula sobre Alckmin: 12 pontos no Ibope (52% a 40%) e 10 pontos no Vox Populi (51% a 41%).

Da Folha Online

4 comentários:

jose carlos lima disse...

Hoje à tarde uma notícia publicada no jornal online www.dim.com.br dando conta do otimismo do doutor geraldo e césar maia, me deixou apreensivo. É que o artigo dizia que as próximas pesquisas seriam favoráveis ao doutor, com uma diferença em torno de 4% entre Lula e Alckmin. Que alívio! Vejo que é tudo mentira. O JN infomrma que Lula abriu uma diferença de 20 pontos sobre o doutor gegê. Isto não quer dizer que devamos baixar nossar armas ou arrefecer nossas energias. Muito pelo contrário. Temos que reforçar o trabalho de corpo-a-corpo. Vamos vacinar=alertar a população acerca da trama midiática psdbfelenta contra Lula. Vamos lutar para chegarmos ao 70%, quem sabe 80% dos votos válidos. A surra vai tem que ser bem grande para deixar o geraldo consciente de vez de que, conforme disse Chico Buarque, o povo não gosta que xinguem o presidente. Quanto mais xingam mais ele cresce. Geraldo e Clodovil, xinguem mais o presidente de "operário mutilado!" Ponham um esparadrapo nessas suas bocas desreguladas!

Anônimo disse...

Gente, eu, honestamente, ia votar no Lula. Achava que ele - pessoa - é que representava mais honestidade de todos os candidatos. Entretanto, hoje foi realizado um debate na sede federal da OAB - debate para o qual foram convidados os 2 candidatos logo após o 1º turno - mas foi ONTEM que Lula reclinou o convite, LAMENTANDO QUE NÃO TENHA SIDO FEITO NO PRIMEIRO TURNO!!!, COMO COISA QUE ELE TENHA IDO A ALGUM DEBBATE DE 1º TURNO!!!!!, com a seguinte carta: (permitam-me)

“O Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato à reeleição pela Coligação “Lula de Novo com a Força do Povo”, agradece o convite e o interesse demonstrado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em debater nossos programas e metas de governo. Infelizmente, em virtude de compromissos de campanha, anteriormente assumidos, não será possível participarmos do evento. O Presidente Lula reitera sua firme disposição de compartilhar suas idéias e programa de governo com todos os setores da sociedade, em especial com esta importante instituição que tem longa tradição em defesa da democracia e dos mais elevados interesses do Brasil.

Nossa coligação acompanhou atentamente a movimentação da OAB, por seu Presidente, durante o primeiro turno, e lamenta que a oportunidade de diálogo não tenha sido propiciada naquele momento. Independentemente de ser eleito para um segundo mandato, o Presidente Lula coloca-se, através desta, à disposição da OAB para dar continuidade ao diálogo de alto nível no qual foi representado pelos Ministros Márcio Thomaz Bastos e Tarso Genro, respectivamente titulares da Justiça e das Relações Institucionais.”

Lamentável e cínico. Não suporto gente assim. Fosse sincero e honesto (que é o que eu procuro). Perdeu o meu voto. Meu candidato agora é o Gerldo Alckmin e ponto final.

Clarice disse...

anônimo, me perdoe, mas lamentável e cínico é o seu comentário. das três, uma: 1) ou você mente no início, quando diz que ia votar no lula por acreditar na sua honestidade, 2) ou você mente no final, quando diz que por não suportar "gente assim" vai votar no al-qmin, 3) ou você realmente é uma pessoa de convicções muito fracas e pode mudar de idéia ainda umas 3 vezes por dia até o dia 29. tenha dó, se quer fazer campanha contra pelo menos invente uma historinha mais coerente!

Ricardo disse...

Anonimous, vais perder teu voto, bagual!