sexta-feira, agosto 11, 2006

Lula no Jornal Nacional

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quinta-feira (10) à noite, durante entrevista ao Jornal Nacional, da TV Globo, que nunca se combateu tanto a corrupção, os desvios de dinheiro público e o crime organizado como em seu governo. A entrevista foi a última da série que o telejornal levou ao ar nesta semana com candidatos à Presidência da República.

Seguindo a mesma linha dos dias anteriores, o casal William Bonner e Fátima Bernardes desprezou perguntas relativas a propostas de governo e se preocupou apenas em colocar o candidato na defensiva.

Na maior parte do tempo, Lula teve de responder a questões sobre o envolvimento de petistas e integrantes do governo nas denúncias que detonaram a crise política do ano passado.

O presidente ressaltou que o governo deu total liberdade às investigações, destacou a independência da Procuradoria-Geral da República, falou das ações da Policia Federal e lembrou do trabalho feito pela Controladoria-Geral da União.

"A Polícia Federal tem trabalhado de forma excepcional. O Ministério Público tem trabalhado com a maior isenção possível. E a Controladoria-Geral da União, que foi criada no meu governo, tem feito todos os relatórios de todas as denúncias. Nós não queremos esconder absolutamente nada", disse.

Lula salientou ainda que a PF tem desbaratado quadrilhas que agiam desde a década de 80. "São quadrilhas históricas que estavam debaixo do tapete". Ele reclamou do fato de o noticiário normalmente esconder esse detalhe. "Dá impressão que aconteceu ontem. Não, vem acontecendo há muito tempo", observou.

Sobre a denúncia da Procuradoria Geral da União ao STF (Supremo Tribunal Federal), envolvendo pessoas do PT e da administração federal, Lula salientou que isso só aconteceu graças à independência dada ao órgão.

"O Procurador-Geral, no meu governo, indicia. Em outros governos, engavetava", afirmou. "É com esse grau de liberdade que eu quero que ele funcione. E é com essa liberdade, respeitando o Estado de Direito, que eu quero que as pessoas que foram indicadas por ele provem se são ou não inocentes", afirmou.

Em vários momentos, o presidente fez questão de salientar que muitos dos petistas denunciados ainda não foram julgados. E rebateu Bonner, quando este afirmou que, quando era oposição, ele pedia punição mesmo sem provas.

"Você deve estar falando de outra pessoa. Eu nunca pedi para que ninguém fosse condenado antes que provassem sua culpa. Todos que estavam dentro do governo federal foram afastados, sem distinção. Agora, quando se trata de punir, significa você respeitar o Estado de Direito. Eu quero para todo mundo o que eu quero para mim: o direito de provar que sou inocente".

Mais adiante, ainda sobre o mesmo assunto, disse lamentar profundamente o que aconteceu, mas defendeu o PT: "A CPI fez o seu relatório, mandou para o MP, o MP analisou e pediu o indiciamento das pessoas. Agora vão ser julgadas. E isso não macula o PT. Isso pode macular algumas pessoas do partido".

Para Lula, agem de má-fé os que dizem que ele deveria saber de tudo o que acontece nas entranhas da máquina pública.

"Como é que pode alguém querer que o presidente da República saiba o que está acontecendo agora na Secretária da Agricultura do Estado de São Paulo, ligada ao Ministério da Agricultura? Como é que eu posso saber agora o que está acontecendo com os meus ministros que não estão aqui?", perguntou.

Apesar disso, o presidente reafirmou que seu comportamento tem sido o de assumir suas responsabilidades assim que fica sabendo de possíveis irregularidades.

"Eu tenho a responsabilidade por qualquer coisa que qualquer funcionário público cometer no Brasil. Eu sou presidente da República. Se eles cometeram um erro, direta ou indiretamente eu tenho responsabilidade de agir. Quando eu ficou sabendo, eu puno afastando, faço sindicância e as pessoas então são investigadas de acordo com a lei", disse.

Segundo Lula, a ação imediata dos órgãos repressivos, o aparelhamento das instituições e a independência dos órgãos investigativos são a única maneira eficiente de combater a corrupção.

O casal de apresentadores também quis saber por que o presidente não conseguiu fechar todas as fronteiras do país para a entrada do narcotráfico, já que esta questão fora colocada por Lula na campanha de 2002.

"O Brasil tem 17 milhões de quilômetros de fronteiras. Se tivesse um exército de 3 milhões de soldados, mais 4 milhões da Polícia Federal, ainda assim não controlaria toda a nossa fronteira", respondeu o petista, lembrando que a PF vem desbaratando quadrilhas do narcotráfico “como jamais se fez”.

No final, também como ocorreu nas edições anteriores, Fátima e Bonner concederam 30 segundos para que Lula falasse de suas propostas.

"Pretendo continuar dando seqüência ao que estamos fazendo. O Brasil vive seu melhor momento econômico. No Brasil cresce o emprego, cresce a economia, crescem as exportações. A única coisa que cai é a inflação e os juros. Os trabalhadores tiveram aumento de salário, os aposentados tiveram aumento de salário e... e o tempo acabou", brincou o presidente.

8 comentários:

Ex-Petista disse...

Não respondeu nunhuma pergunta, enrolou e não respondeu, mentiu de novo.
Ora se casa com uma mulher que tem 2 filhos, não adianta mudar o nome dele no registro que voce não se torna pai dele.
O Lula mudou o nome de todos os programas e agora quer a paternidade.
Esta porcaria de controladoria ou corregedoria ou outro nome pomposo que se queira dar começou com a ANADIR...
é HISTÓRIA... não se muda...
pode mudar os nomes não os fatos...
O órgão funcionou e indiciou acúpula do PT, e ninguém foi demitido, nem o Waldomiro!!!
chega de mentiras!
assista de novo a entrevista
http://www.youtube.com/watch?v=3_ulucMDBQE

Anônimo disse...

A fronteira do Brasil passou a ter "milhões" de kilometros e porisso não dá pra controlar o trafico de drogas... é hilário,
não disse quem traiu e se contradisse com o que o OKAMOTO falou na cpi dos bingos (esqueceram de combinar)

Clarice disse...

agradeço ao ex-petista pelo link e até repito aqui, agora clicável, para facilitar pra quem não viu:

http://www.youtube.com/watch?v=3_ulucMDBQE

lula deu um banho na entrevista, porque vem dando um banho de competência no seu governo, só não reconhece isso quem não quer mesmo! eu não vou ficar gastando dedo rebatendo ataques anônimos e desesperados. quem não viu a entrevista, que clique no link e veja. ela dispensa defesas!

Casimiro disse...

O SHOW!!! de MENTIRAS....

http://teveaberta.blogspot.com/2006/08/lula-encerra-srie-de-entrevistas-do-jn.html

Esqueceram de combinar

O que disse Paulo Okamoto sob juramento no dia 22 de novembro de 2005 em
depoimento à CPI dos Bingos sobre o pagamento de uma dívida de R$ 29 mil de
Lula:



* "Durante a tratativa que fiz junto com o Partido, com o Delúbio Soares,
jamais comentei com o Presidente que esses débitos se encontravam em
aberto. Mesmo porque, como já me manifestei anteriormente, considero que
esses débitos foram lançados equivocadamente e que a cobrança desses
valores é indevida porque todos os gastos feitos, nesse caso, se referem a
gastos feitos mediante representação do dirigente do Partido."



O que disse Lula na sexta-feira em entrevista ao Jornal Nacional ao tentar
explicar por que não pagou a dívida que tinha com o PT:



* "Primeiro, porque ele (Okamoto) admite que cometeu um erro de não ter
descontado na minha indenização quando eu me afastei do PT. Segundo, eu não
devo ao PT, portanto eu não deveria pagar. O que eu disse é o seguinte: quer
pagar você (Okamoto) paga porque eu não vou pagar porque não devo ao PT."



Alguma dúvida de que alguém mente?

------------------------------------------------------------------------------------------------------------

http://www.tribunadealagoas.com.br/interna.php?id=22560&pagina=Pol%C3%ADtica

O candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, afirmou ontem que o
presidente Luiz Inácio Lula da Silva mentiu na entrevista concedida ao
"Jornal Nacional" quando disse ter demitido os ex-ministros José Dirceu
(Casa Civil) e Antonio Palocci (Fazenda).
"Ele (Lula) mentiu quando disse que criou a CGU (Controladoria Geral da
União), que foi uma criação do governo anterior. Mentiu quando disse que
demitiu o José Dirceu. Ele (Dirceu) pediu demissão e o presidente ainda
mandou uma carta toda apaixonada. Disse que demitiu o Palocci. O Palocci
pediu demissão e ele ainda lamentou. Há um abismo verdadeiro entre o que se
fala e a realidade", afirmou Alckmin.
Na entrevista, Lula disse que partiu dele a decisão de demitir José Dirceu e
também Antonio Palocci. Os dois deixaram o governo de Lula após escândalos
que envolveram denúncias de participação no esquema de corrupção e de quebra
de sigilo bancário.

Aécio
O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), candidato à reeleição,
também fez comentários sobre a entrevista do presidente Lula. Aécio afirmou
que agora o petista não poderá ser o mesmo candidato das eleições de 2002.
"Ele (Lula) não poderá ser o mesmo candidato da eleição passada, que passava
superficialmente por todos os temas, e não era questionado sobre
absolutamente nada. Agora ele terá que responder, ele será questionado como
já foi nesta entrevista, como será certamente, enfim, nos programas de
televisão que vão ocorrer, e ele obviamente terá que apresentar respostas".
O governador ainda comentou os resultados das últimas pesquisas, que apontam
vantagem do presidente sobre o tucano Geraldo Alckmin, candidato ao
Planalto.
"Ele (Lula) terá dificuldades a enfrentar pela frente. É um erro, um
equívoco achar que, com os indicadores das últimas pesquisas, esta eleição
será decidida com facilidade. Continuo acreditando firmemente que nós
teremos segundo turno e, no segundo turno, uma outra eleição e com boas
condições para o candidato Geraldo Alckmin".

-------------------------------------------------------------------------------

http://br.today.reuters.com/news/newsArticle.aspx?type=topNews&storyID=2006-08-12T130521Z_01_B564656_RTRIDST_0_MANCHETES-POLITICA-LULA-SALVADOR-POL.XML

SALVADOR (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva classificou como
"muito boa" sua performance na entrevista concedida ao Jornal Nacional, da
Rede Globo, na última quinta-feira. Ele confirmou que não participará de
nenhum debate televisivo com seus adversários, ao menos no primeiro turno.

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH

VAI PRA VC VER O QUE BOM PRA TOSSE!!!
AHAHAHAHAH

DÉSPOTA CACHACEIRO disse...

agora enteNdi porque ELE SE ACOVARDOU... SE FOSSE IA SIFU...DEVIA TER IDO FAZER O MAIS SABE :MERDA E MENTIR...

Clarice disse...

a tucanalha está desesperadinha, hein?
por que será?
será que é porque estão sendo descobertas e desmontadas as quadrilhas tão bem aramadinhas que vocês ficaram 8 anos engordando?
a fonte secou, né, josé?
e agora, josé?

em vez de ficar esperneando e repetindo "mentira!" que nem disco quebrado, vai olhar pra vida do povo, se melhorou ou não. se é que vocês tem noção do quê que é "povo"...

LULLA E OS 40 LADRÕES disse...

O gostoso é mentir sem ter de se explicar...
MONÓLOGO...

COMECÇOU O FESTIVAL DE MENTIRAS...

VAI NUM DEBATE....

ENFRENTE...

FAÇA JUZ AO SALÁRIO E TODAS AS MORDOMIAS INCLUSAS (ATÉ DVD PIRATA)
TUDO PAGO COM OS CARTÕES DE CREDITO DA MARISA, LULLA E SEUS FILHOS...

O TREM BÃO....
NUNCA MAIS QUER SAIR....

NÃO GASTA UM CENTAVO PRA VIVER, E AINDA SUSTENTA TODA A FAMÍLIA...


ATÉ PORQUE O PT FALIU...
ISSO É QUE É ADMINISTRAR...
EMPRESTIMOS QUE GENOINO NEM SE LEMBRAVA , LULLA (NÃO SABIA) DIRCEU NÃO VIU.. TUDO SOBROU PRO COITADINHO DO DELÚBIO.. UM CARA 100% QUE ANDAVA DE CARRO BLINDADO PORQUE NÃO É BESTA...

ELE SABE DE STO ANDRÉ...

AALBERTO disse...

"Como é que pode alguém querer que o presidente da República saiba o que está acontecendo agora na Secretária da Agricultura do Estado de São Paulo, ligada ao Ministério da Agricultura? Como é que eu posso saber agora o que está acontecendo com os meus ministros que não estão aqui?", perguntou

NÃO TEM COMO, AFINAL A SECRETARIA É ESTADUAL... NÃO TEM VÍNCULO COM O MINISTÉRIO DA AGRICULTURA

OU SEJA O LULLA NÃO SABE NADA MESMO...