quarta-feira, setembro 06, 2006

Brasil cumpre os Objetivos do Milênio na área social, avalia Patrus Ananias

(Alana Gandra para a Agência Brasil)

A avaliação do Brasil é positiva em relação ao cumprimento dos Objetivos do Milênio, definidos há um ano pela Organização das Nações Unidas (ONU). Para isso, segundo o ministro Patrus Ananias, do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, contribuem programas como o Bolsa Família e o Fome Zero: "Nós estamos vencendo a luta contra a fome. Nós estamos erradicando a fome e a desnutrição no Brasil".

Após palestra na abertura do seminário internacional Desenvolvimento e Vulnerabilidade: Perspectivas para a Retomada do Desenvolvimento nos Países do Sul, o ministro revelou que de acordo com recente pesquisa do ministério, 93% das crianças de famílias atendidas pelo Bolsa Família recebem três refeições por dia. E disse estar convencido de que em 2015 o Brasil terá superado em definitivo a fome e a pobreza extrema. O país, acrescentou, trabalha hoje um conceito mais amplo de desenvolvimento, não limitado ao desenvolvimento econômico, mas incorporando o desenvolvimento social.

Durante a palestra, Patrus Ananias destacou que "não se trata de crescer para incluir ou distribuir, mas de incluir para crescer". O Brasil, informou, avança para consolidar o Sistema Único de Assistência Social (Suas), nos moldes do sistema existente na área de saúde. E lembrou que o Bolsa Família, em julho, atingiu a meta prevista para o ano, de 11,1 milhões de famílias beneficiadas, o que significa cerca de 45 milhões de pessoas pobres atendidas em todo o país. Mantido o ritmo atual - ou seja, sem expansão -, a projeção é de que até o fim do ano sejam 12,1 milhões de famílias beneficiadas.

O ministro explicou que o Bolsa Família interage com outros programas de assistência e desenvolvimento social, e políticas que asseguram o direito à alimentação. Entre eles, citou o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) e os Centros de Referência da Assistência Social (Cras), espaços de capacitação profissional e geração de trabalho e renda.

E informou que deverão ser ampliadas as chamadas portas de saída, "políticas estruturantes, emancipatórias, que possibilitem, através do resgate da auto-estima, da alfabetização, da inclusão digital, produtiva e da capacitação profissional, que as famílias possam ir ganhando a sua auto-suficiência".

4 comentários:

Fausto Carmelo-SP disse...

Fome Zero??? só se for no Palacio do Planalto...

Marketing e piada...
Este presidente não é sério nem honesto...

Ricardo disse...

Quem não é sério e honesto é vc, meu caro. Fala sério! Preste atenção às pequisas. Acorde. E vote Lula de novo.

Eduardo disse...

Esperava um presidente que fosse HONESTO e que ao final do mandato passasse a faixa ao sucessor...
Mas o que vemos é uma pessoa disposta a permanecer no poder a qualquer custo, a qualquer preço, vendendo a propria alma e a esperança de um povo, toda uma cúpula envolvida em falcatruas e um presidente que se diz traído e omisso por não ver o acontecia no mesmo palácio com seus amigos de 20 anos...
Vou votar nos adversários de Lulla com toda certeza. PT nunca mais...
Se tornou simbolo de corruPTos...

Clarice disse...

Permanecer no poder a qualquer custo, nem que para isso tenha que acatar a decisão DEMOCRÁTICA da maioria do povo, isso é realmente de um despotismo inimaginável!

O governo Lula investiga e combate a corrupção histórica que sempre houve nesse país, de forma nunca foi feita antes. Vote mesmo nos adversários, o que olhos não vêem o bolso não sente, né? É mais confortável deixar a corrupção comer solta debaixo dos panos sem ninguém pra atrapalhar...