segunda-feira, maio 15, 2006

sobre os ataques do PCC

fragmentos de emails e textos diversos colecionados hoje, 15/05:

objetividade jornalística:

site do terra:
"Lula insiste em enviar tropas; Lembo resiste
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva ligou para o governador de São Paulo, Cláudio Lembo, insistindo em enviar tropas federais para conter a onda de violência no Estado. Diante da resistência do governador, Lula pediu ao ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, para que ele vá a São Paulo no final da tarde de hoje para reunir-se com Lembo. Tomaz Bastos, em entrevista coletiva no início da tarde de hoje, entretanto, afirmou que "não se trata de intervenção". O ministro salientou que o governo federal tem "plena confiança de que o governo de São Paulo vai controlar isso".

"Temos confiança nas forças de São Paulo, mas não podemos deixar de reiterar a nossa vontade de ajudar", disse o ministro. Segundo Bastos, 4 mil homens da força nacional e a quantidade que for necessária do exército nacional estarão a disposição do governador Lembo."

site do uol:
"PCC ataca policiais, agências bancárias e ônibus; governo federal descarta intervenção
Thomaz Bastos, após reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, disse acreditar que as forças de segurança do governo de São Paulo têm condições de controlar a crise, mas voltou a oferecer ajuda.Segundo o ministro, trata-se de cooperação, não de intervenção. Ele vai a São Paulo para conversar pessoalmente com o governador Cláudio Lembo às 18h.

Bastos colocou 4.000 homens da Força Nacional de Segurança à disposição de São Paulo, Paraná e Mato Grosso do Sul --onde ocorreram rebeliões. O número pode chegar a 7.000, segundo a Justiça."

E o pior de tudo é que as pessoas estão assustadas, morrendo na mão de bandidos e o povo só pensa em fazer politicagem. Tô cansada, viu.

***

Gente, leiam, eles fazem de propósito. Eles pegam a realidade, distorcem e falam outra coisa: descaradamente, de propósito. Qualquer um que lê a cobertura do site do Terra e do site do Uol percebe que o site do Uol TENTA DESCARADAMENTE PREJUDICAR A POSIÇÃO DO GOVERNO FEDERAL E ESCONDE A FALTA DE NOÇÃO DO LEMBO. É DESCARADO!!!
O fascista, nazista, ordinário, criminoso do atual governador de SPaulo teve a capacidade de dar uma entrevista hoje, à folha, dizendo:
- Nós não precisamos de ajuda do governo federal. A SITUAÇÃO ESTÁ ABSOLUTAMENTE SOB CONTROLE, e a gente não tem medo do PCB (!!!!) ah, não, quer dizer, o nome é outro né? PCC... DESCARADAMENTE QUERENDO LIGAR A AÇÃO CRIMINOSA A UM PENSAMENTO DE ESQUERDA!!! E A FOLHA DANDO TRELA FILHADAPUTICIMENTE!!!!

Leiam a entrevista que a folha publicou HOJE com uma socióloga (que por acaso eu nunca ouvi falar) do Rio de Janeiro (????) dizendo que a estrutura do PCC é inspirada em facções de extrema esquerda da AL. Até aí ainda vai, mas não se a tal professora é doida ou se a edição da matéria foi filha da puta como sempre MAS NÃO EXPLICOU A DIFERENÇA ENTRE INSPIRÇÃO TÁTICA E INSPIRAÇÃO IDEOLÓGICA. Ou seja na matéria não fica claro se ela está ou não relacionando o PCC com os zapatistas, por exemplo e isso chama FILHADAPUTICE MEGA PLUS COM A AJUDA DO DEMÔNIO.

ISSO NÃO É DEMOCRÁTICO, SANTO DEUS


***

do site terra:

Governo de SP teria sido informado de ataques
O governo de São Paulo recebeu gravações telefônicas de líderes do Primeiro Comando da Capital (PCC), combinando atentados a manifestações públicas no Estado, da Secretaria Nacional de Segurança Pública, do Ministério da Justiça, de acordo com o jornal Folha de S.Paulo.

Na intenção de tumultuar o processo eleitoral, o PCC pretenderia priorizar os ataques a atos do PSDB, como comícios, na tentativa de gerar eventuais arestas entre simpatizantes do PSDB e do PT. Nas gravações repassadas às autoridades paulistas fala-se no uso de coquetéis molotov. Outros tipos de manifestações públicas, como greves e protestos com reivindicações salariais, também poderiam ser alvos de ataques.

A Polícia Federal pretende desencadear operação de combate ao crime organizado nos próximos dias. A operação deve atuar para desarticular ligações entre organizações nacionais e internacionais, possivelmente em áreas localizadas próximas à fronteira.


***

"O governador de São Paulo, Claudio Lembo, afirmou que sabia desde a noite de quinta-feira que os criminosos ligados ao Primeiro Comando da Capital (PCC) planejavam ataques.A afirmação foi feita em entrevista coletiva, enquanto o governador participava neste domingo de cerimônia que marcou o início das obras de revitalização na marginal Tietê em São Paulo. Perguntado se o governador aceitaria a colaboração da Polícia Federal, Claudio Lembo respondeu: "São Paulo não precisa da Polícia Federal, quando muito se eles nos passarem informações elas serão bem vindas."

***

Corrupção policial, ação de advogado e juiz ineficiente mantêm PCC, diz Abramo
(Edson Monteiro)

A corrupção nas polícias e no sistema carcerário, aliada à atuação de advogados criminalistas que funcionam como elemento propiciador da comunicação intra e extra-muros dos presos, além de atuarem como corruptores, bem como e a ineficiência do Judiciário ao garantir direitos desses presidiários formam a base da crise que levou aos ataques promovidos pela facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) contra as forças de segurança, bancos e sistema de transporte em São Paulo, que já matou 74 pessoas desde a noite de sexta-feira (12/5).

A análise é do presidente da ONG Transparência Brasil, Cláudio Weber Abramo, que ainda cobrou uma ação do Judiciário e do Ministério Público para obrigar os Estados a tratar os presos em melhores condições.

De acordo com ele, "uma organização criminosa não pode funcionar sem cumplicidade dentro da polícia; em qualquer interação entre o poder público e a sociedade existe o risco de corrupção. E no caso dos organismos de controle, polícia e tal, o risco de corrupção chega ao paroxismo. É onde você tem mais riscos. Até porque tem contato permanente com a criminalidade, então você tem ali um caldo de cultura propício ao estabelecimento de conluios, cumplicidade, organizações", disse Abramo.

"E telefone celular no presídio, como pode? Notoriamente a administração penitenciária brasileira é ineficiente. Faltam recursos, etc., mas, enfim, ela também está ali convivendo com indivíduos que estão presos e com muito estímulo para entrar em conluio com eles", afirmou o presidente da Transparência Brasil.

"Mas não nos esqueçamos dos advogados. Nenhuma organização funciona sem comunicação. Essa comunicação entre o indivíduo que está dentro da cadeia e o sujeito que está fora, é propiciada, talvez por familiares também, mas muitas vezes por advogados, que são parte do esquema criminoso. Tudo isso configura corrupção direta, é acompanhado de propina etc., e também de uma corrupção mais generalizada, que diz respeito à forma como essas relações são geridas", disse Abramo. "Isso só pode acontecer com a cumplicidade desses três grupos (polícia, administração penitenciária e advogados)."

Judiciário
Questionado a atuação do Judiciário também seria um fator para a perpetuação das estruturas do crime organizado, ele afirmou que "o Judiciário entra por sua ineficiência", mas que não cabe lhe atribuir "ma fé". "O que ocorre é que o Judiciário é ineficiente na garantia de direitos. Esses presidiários têm negados muitos direitos. Eles são tratados muito mal, em condições absurdas. Lhes são negados direitos que eles têm", disse Abramo.

"E qual é a capacidade de os organismos de controle, inclusive do Judiciário, do Ministério Público, de forçarem os governos estaduais a alterarem a maneira como tratam os detentos. Não parecem muito animados nisso. E a classe média, quando acontece um negócio desses, acha que tem que instituir a pena de morte."

Posição da OAB
Ao comentar as declarações do governador de São Paulo, Cláudio Lembo (PFL), que defende a escuta telefônica pelo Estado nas comunicações entre advogados e seus clientes presos, como forma de conter a violência do crime organizado, o presidente nacional da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Roberto Busato, qualificou como "desvario" e "leviandade" a proposta.

Ele rechaçou a intenção do governador e disse que a entidade está disposta a colaborar com as autoridades no que for necessário para conter a crise, sendo inclusive implacável com advogados que comprovadamente estiverem praticando delitos. No entanto, Busato ressaltou que a Ordem não admitiria a violação de comunicação dos profissionais, lembrando que a Constituição e a Lei garantem o sigilo e inviolabilidade do advogado no exercício da função.

Um comentário:

Sebastião Maciel disse...

KK, como bom fã estou aqui, achei genial a idéia do blog, você sabe como sempre achei uma besteira você e Marcelo privarem assuntos do Odisséia 2004 ou do Sacola Cheia por dedos de correção política, mesmo não sendo a cara de vocês e, talvez, por isso principalmente.
Não se preocupe com a Folha, esse jornal quase matou uma amiga minha do coração ano passado e está sendo devidamente processado. É tecnicamente o melhor jornal em forma, eu acho, mas em conteúdo é lixo. Como João Ubaldo Ribeiro me disse certa vez: "também não leio a Veja, aqui em casa Berenice e eu usamos outra marca de papel higiênico..."
Vai embrulhar peixe, espero sinceramente que o humor seja sempre a melhor "manipulação", ironizando mesmo - adorei hoje os cassetas, que aliás são tucanos, chamando o governador de Claudio Lento. Que o povo confie menos nas manchetes e mais nos seus valores, sempre.
Nossa!... Acho que nunca escrevi tanto aqui e ali. Um beijão pra você e Lud, sem necessariamente PT saudações, mas saudações amigas sempre.T - (só agora vi, é quase PT, viu????)